Imprimir
PDF
Reafirmando posição
 
A nossa primeira edição deste ano de 2017 está com as mesmas esperanças da grande maioria dos mais de 200 milhões de pessoas que habitam o Brasil.
Mantemos nossa expectativa da retomada dos investimentos e da mudança rápida dos cenários econômicos, políticos e sociais do Brasil.
A estagnação por que passamos nos últimos anos, anulou toda e qualquer possibilidade de atingirmos um novo patamar no curto prazo. Reformas em todos os níveis são esperadas para que possamos nos orgulhar e continuar lutando e dando nossa contribuição de forma justa e honesta.
Estamos passando a limpo nosso país e mesmo com a falta de concordância de algumas pessoas, vivemos um processo de depuração do qual todos nós esperamos sair muito melhor do que entramos.
Já estamos vivendo o clima de uma nova supersafra pois, segundo a Conab, são esperados para a safra de grãos de 2016/17, algo como 222,9 milhões de toneladas, que se confirmado estará representando um crescimento na ordem de quase 20% sobre os 186,6 milhões de toneladas da safra passada.
São excelentes números para quem atravessa uma necessidade desesperada de retomada de negócios. E estes bons indicadores atingem todos os setores, pois, por exemplo, o segmento de implementos rodoviários, já estima crescimento na ordem de 10%. A área de caminhões que já foi uma das mais afetadas nos últimos cinco anos, também projeta seu crescimento acima de dois dígitos, o mesmo ocorrendo com o de máquinas agrícolas e assim por diante.
Queremos ressaltar mais uma vez a tenacidade e a importância do agronegócio para o Brasil, pois quando vivíamos um mar de desesperanças e dificuldades o único setor que segurou a onda e segundo os números oficias da Conab, apresentará números substanciosos seja no abastecimento interno, ou nas exportações foi o agronegócio.
Convidamos nossos leitores a olharem com atenção os diversos artigos que apresentamos em nossa edição, que formam uma constelação de informações precisas e esperamos que sejam de ótima utilização para todos.
Boa leitura!
 
Henrique Isliker Pátria
Editor responsável