Imprimir
PDF
Vem aí a Agrishow 2017!
 
Cerca de 800 marcas estarão na maior feira de tecnologia agrícola da América Latina, trazendo tudo que o produtor rural necessita em termos de soluções tecnológicas, produtos e serviços capazes de oferecer reais benefícios para a lavoura e para a pecuária.
 
Marcus Frediani
 
De 1º a 5 de maio, as principais novidades para o agronegócio no país estarão em exibição na Agrishow 2017 – 24ª Feira Internacional de Tecnologia Agrícola em Ação, uma das maiores e mais completas feiras deste segmento no mundo, que ocorrerá no município de Ribeirão Preto, no interior de São Paulo.
 
O evento contará com a participação de 800 marcas nacionais e internacionais, que apresentarão uma ampla gama de lançamentos e novidades ao longo de uma extensa variedade de segmentos, entre eles, implementos e máquinas agrícolas, equipamentos para construção, ferramentas, sistemas de irrigação, insumos, sistemas para agricultura de precisão, agricultura familiar, armazenagem (silos e armazéns), corretivos, fertilizantes, defensivos, equipamentos de segurança (EPI), soluções de monitoramento e automação, software e hardware, peças, autopeças, pneus, pecuária, produção de biodiesel, sacarias e embalagens, seguros, sementes, telas, arames, cercas, válvulas, bombas, motores e veículos (pick-ups, caminhões e utilitários, além de aviões agrícolas). "Ou seja, tudo que o produtor rural necessita em termos de soluções tecnológicas, produtos e serviços capazes de oferecer reais benefícios para a lavoura e para a pecuária, tais como aumento da produtividade, crescimento da rentabilidade, redução de custos, economia de recursos naturais e de insumos, mais eficiência na plantação, melhor manejo nos pastos e mais assertividade no cultivo das culturas", destaca José Danghesi, diretor da Agrishow 2017.
 
Considerada a vitrine tecnológica do agronegócio brasileiro e a maior feira de tecnologia agrícola da América Latina, a Agrishow atrai um público altamente qualificado, muito interessado em conhecer inovações e lançamentos voltados a atender todas as demandas do campo, em termos de produtividade, eficiência, integração, aplicabilidade, otimização de recursos, rentabilidade e competitividade. De acordo com os organizadores do encontro, a expectativa é receber mais de 150 mil visitantes do Brasil e do exterior, composto em sua maioria por produtores rurais, empresários e executivos, além de acadêmicos, pesquisadores, consultores, representantes de autarquias de todas as esferas de governo e de entidades setoriais.
 
A edição deste ano está voltada para tecnologia e para sustentabilidade e tem como tema “A Rota Oficial do Agronegócio”. Para Danghesi, a feira terá um papel fundamental neste ano, com a expectativa de uma retomada de investimentos e do cenário econômico-financeiro. “Por isso, pretendemos reunir toda a cadeia produtiva em um ambiente ideal para disseminação de conhecimento e demonstração do avanço tecnológico do agronegócio no país e como essa evolução tem contribuído para o protagonismo do setor na economia nacional e, também, na produção de alimentos no mundo”, assinala.
 
A Agrishow 2017 é uma iniciativa das principais entidades do agronegócio no país: Associação Brasileira do Agronegócio (Abag), Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq),Associação Nacional para Difusão de Adubos (Anda), Federação da Agricultura e da Pecuária do Estado de São Paulo (Faesp) e Sociedade Rural Brasileira (SRB). O evento é organizado pela Informa Exhibitions, integrante do Grupo Informa, um dos maiores promotores de feiras, conferências e treinamento do mundo com capital aberto.
 
Agronegócio em evolução
O protagonismo do agronegócio nacional frente à expectativa de retomada de crescimento econômico deverá continuar em evidência ao longo de 2017. Segundo um levantamento da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), a safra 16/17 de grãos está estimada em 222,9 milhões de toneladas, o que representa um incremento de 19,5% em comparação com as 186,6 milhões de toneladas obtidas na safra anterior. Esse expressivo aumento na produção agrícola contribuirá para a garantia da oferta de alimentos no Brasil e no mundo, auxiliando a economia, que poderá ter efetivas condições de manter um menor nível de inflação e de sustentar o ritmo na queda de juros, beneficiando, com isso, a sociedade e o país.
 
E a Agrishow 2017 acontecerá no âmbito desse cenário positivo. “Notamos uma enorme evolução na agricultura brasileira, por meio de uma maior integração entre toda a cadeia produtiva. Em função disso, nós acreditamos no protagonismo do agronegócio para a recuperação da economia nacional. Nesse sentido, a Agrishow contribuiu e continua contribuindo ao apresentar o constante aprimoramento tecnológico do setor”, disse Fábio Meirelles, presidente da Agrishow e da Faesp, durante coletiva de Imprensa do evento, realizada em São Paulo, à qual ainda estiveram presentes João Carlos Marchesan, presidente da Abimaq; Francisco Matturro, vice-presidente da Abag; David Roquetti, diretor executivo da Anda; Marcelo Vieira, presidente da SBR; e José Danghesi, diretor da Agrishow.
 
Tradicionalmente, os visitantes esperam a realização da feira para realizar negócios, uma vez que as principais novidades das mais importantes empresas que compõe a cadeia produtiva serão apresentadas nos 440.000m² de área do evento. Além disso, pela organização sempre estar atenta às demandas dos visitantes e dos expositores, os estandes são estrategicamente posicionados, o que resulta em empresas de um mesmo segmento de negócios estarem localizadas em áreas próximas, o que proporciona um melhor planejamento por parte do produtor rural, e consequente otimização de sua visita.
 
Transferência de conhecimento
Neste ano, a Agrishow conta com diversas novidades, cujo intuito é levar conhecimento para os visitantes da feira. Uma das áreas de destaque do evento, certamente será a Arena de Demonstração de Campo, que apresentará um formato mais dinâmico e curadoria da Coopercitrus, no qual os visitantes terão a chance de conhecer tecnologias para o agronegócio, que contribuam no aperfeiçoamento das atividades dos produtores rurais. É a oportunidade, também, de os produtores conhecerem as inovações que elevam a produtividade no plantio, economizando recursos naturais, insumos, diminuindo custos e aumentando a rentabilidade do produtor rural. Os visitantes poderão acompanhar demonstrações das últimas tecnologias que estão no mercado para auxiliar a alta produtividade no campo, como Geofert, Vant, drones de pulverização aérea, distribuição de corretivos em taxa variada, Weed Seeker, Piloto Automático, Tru Count e tratores e implementos das marcas Valtra e New Holland.
 
Já a Arena do Conhecimento será palco de apresentações de novas tecnologias, conhecimento e tendências durante a feira. Serão palestras, seminários e congressos, com o objetivo de levar informação relevante para o dia a dia e para os negócios dos profissionais do campo, ministrados por importantes organizações, como o LIDE Ribeirão Preto.
 
A 18ª Rodada Internacional de Negócios, promovida pelo Programa Brazil Machinery Solutions (BMS), parceria entre a Abimaq e a Apex-Brasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos), ocorrerá nos dias 2 e 3 de maio. A rodada reunirá fabricantes brasileiros dos setores de máquinas, implementos agrícolas, pecuária e equipamentos de irrigação, com compradores estrangeiros, vindos especialmente ao Brasil para essas reuniões, fortalecendo a imagem do Brasil como fabricante de bens de capital mecânico. “A Agrishow gera negócios, agrega valor e oferece oportunidade ao produtor de ter contato e de conhecer as novas tecnologias que ele precisa para conseguir aumentar sua produtividade e reduzir custos”, afirma João Carlos Marchesan, presidente do Conselho de Administração da Abimaq, bastante confiante nos resultados que serão obtidos pela feira.
 
Ainda durante a feira, será entregue um dos mais tradicionais prêmios do agronegócio brasileiro: o Deusa Ceres, premiação da Associação de Engenheiros Agrônomos do Estado de São Paulo (AEASP), que presta homenagens aos engenheiros agrônomos que se destacaram em diversas áreas.
 
Carne forte
Questão candente na atualidade do agronegócio brasileiro, a recente deflagração da operação Carne Fraca pela Polícia Federal não deverá trazer, segundo o presidente da Agrishow e da Faesp Fábio Meirelles, nenhum prejuízo à promoção e ao fechamento de negócios durante a Agrishow 2017. “De maneira nenhuma, esse incidente vai desestimular a realização da feira. Temos um dos melhores rebanhos do mundo. A nossa pecuária não só abastece o País como também o mercado internacional”, fez questão de destacar o executivo durante a coletiva de Imprensa da feira, que aconteceu na sede da Abimaq, em São Paulo. "Aliás, não tem carne no mundo em condições e em preço melhores do que a brasileira. O Brasil está em ordem e não podemos parar”, ratificou.
 
Para enfatizar a posição dos organizadores da Agrishow 2017 em relação ao assunto, José Danghesi, diretor da feira, fez uma completa explanação durante a entrevista aos jornalistas de uma das ações que o evento integrará para promover a pecuária brasileira o Caminho do Boi, espaço interativo de 900 metros quadrados que detalha o ciclo de vida do animal, desde a engorda, passando pelo abate, até chegar à mesa do consumidor.
 
"O objetivo é disseminar informação, mostrando de forma didática a importância da integração dos diversos elos da cadeia produtiva e como investimentos feitos pelo setor são responsáveis por fazer chegar à mesa do consumidor um alimento saboroso, de qualidade, confiável, produzido com tecnologia e de forma sustentável", explicou Danghesi.
 
Desenvolvido pela Beckhauser, fabricante de equipamentos para contenção e pesagem, o Caminho do Boi surgiu, inicialmente, para conscientizar e incentivar os produtores sobre a importância das boas práticas de manejo, respeito ao bem-estar animal e investimento na capacitação dos trabalhadores, mostrando que com o aprimoramento da atividade, a pecuária pode se tornar mais sustentável e rentável. A metodologia usada no projeto foi inspirada nos estudos da professora e pesquisadora da Universidade do Estado do Colorado (EUA) Temple Grandin, uma das maiores referências em pesquisas sobre bem-estar animal do mundo e que foi pioneira no desenho de currais antiestresse, criados a partir do exercício de percorrer o curral colocando-se no lugar do bovino.
 
"O projeto já foi realizado da edição de 2015 da feira. Porém, a promoção do Caminho do Boi na Agrishow 2017 vem num momento bastante oportuno, justamente quando é colocada em dúvida a qualidade da carne brasileira. O projeto é uma oportunidade para mostrar, na prática, como funciona a pecuária brasileira, as tecnologias utilizadas em cada etapa de produção e os investimentos feitos neste setor para que chegue à mesa do consumidor uma carne saborosa, segura e de qualidade”, afirmou, por sua vez, Carla Tuccilio, diretora do Terraviva Eventos, responsável pela organização do Caminho do Boi.
 
Uma feira conectada
A difusão de conhecimento técnico e de gestão ao longo do ano continua a ser um dos objetivos da Agrishow 2017, por meio do canal de conteúdo exclusivo, com matérias especiais, artigos, reportagens, entrevistas e dicas em formato de e-books, além de whitepapers, infográficos e artigos técnicos de institutos parceiros, do Brasil e exterior. Para acessá-lo, basta entrar no site da Agrishow (www.agrishow.com.br) e clicar em “Blog” no menu principal.
 
O site oficial da feira migrou para uma nova plataforma, que possibilita melhorar as experiências dos usuários. Já o aplicativo da Agrishow ganhou novas funcionalidades. Este ano, além de uma rede social exclusiva, os usuários podem compartilhar suas experiências em tempo real na Timeline do aplicativo da feira. O App também possibilita o networking, uma vez que é possível a troca de mensagens e marcar compromissos na feira usando a opção “Agenda”. Além disso, a busca por produtos e expositores não necessita do uso da internet, logo os visitantes podem utilizá-lo na versão off-line durante a feira. Ano passado, o APP teve mais de 12 mil downloads.
 
Nesse sentido, as duas principais inovações para os expositores da Agrishow 2017 são a internet por fibra óptica e os convites digitais. A questão da conectividade estava entre as prioridades da organização, que sempre procurou atender às demandas das empresas, a fim de oferecer a melhor experiência durante o evento. Por esse motivo, foi realizada uma parceria com a MappTV, que conectou o evento a uma rede externa de fibra óptica redundante e realizou obras de infraestrutura no local para suprir, com exclusividade, todos os expositores com fibra óptica em links dedicados de até 100MB.
 
No caso do convite digital, a ideia é facilitar a distribuição dos convites para os clientes das empresas, com possibilidade de controle e acompanhamento da entrega e validação dos convites. Além disso, esse sistema elimina custos com remessa logística, proporciona maior velocidade no envio dos convites e permite um melhor planejamento e controle por parte das empresas.