Imprimir
PDF
Plano de Negócios Digitais para o Agronegócio
 
Comece a fazer já um plano de negócios digitais para transformar sua fazenda ou seu negócio em uma organização exponencial.
 
Paulo França*
De acordo com o relatório OutLook Fiesp 2025, sobre Projeções para o Agronegócio Brasileiro, a retração do Produto Interno Bruto brasileiro – que já teve um recuo de mais de 9% do segundo semestre de 2014 até o final de 2016, veio acompanhado de um bom momento da economia agrícola.
 
O modelo de desenvolvimento agrícola do Brasil é centrado na incorporação de tecnologias e na elevação da produtividade, mas o vetor mais importante para o crescimento da economia do agronegócio, nos últimos anos, principalmente para as companhias exportadoras, foi a desvalorização cambial. Também há “o outro lado da moeda”, pois há corporações agrícolas que carregam dívidas em dólar, portanto acabam tendo um recrudescimento dos seus custos financeiros em decorrência da desvalorização cambial.
 
As fazendas, empresas e companhias agrícolas não podem crescer mais de forma linear. Segundo o livro “Organizações Complexas”, editado pela HSM, as novas companhias da era da Internet ou digital são dez vezes melhores, mais rápidas e com menor custo que as organizações tradicionais.
 
Uma Organização Exponencial (ExO) é aquela cujo impacto (ou resultado) é desproporcionalmente grande, pelo menos dez vezes maior - comparada à empresa tradicional ou que cresce de forma linear, devido ao uso de técnicas organizacionais que alavancam as tecnologias para aceleração do crescimento da companhia.
 
Segundo a Gartner - empresa de pesquisas, consultorias e eventos, existem 10 tendências para a tecnologia da informação, citaremos a seguir algumas delas:
 
Malha de dispositivos: extenso conjunto de dispositivos digitais utilizados para acessar aplicativos e informações para interação entre proprietários de empresas do agronegócio, colaboradores de uma organização, fornecedores, governos, entre outros, utilizando os sensores da Internet das Coisas (IoT);
 
Impressão 3D: uma impressora 3D pode imprimir uma ampla gama de materiais, incluindo ligas avançadas de níquel, fibra de carbono, vidro, tinta condutora, eletrônicos, materiais farmacêuticos e biológicos. Imagine que a sua fazenda ou sua agroindústria pode imprimir - nas suas próprias instalações, diversos insumos ou matérias-primas a serem utilizados no processo produtivo do agronegócio. Os avanços da oferta de impressoras 3D exigirão uma reformulação nos processos de linha de montagem e na cadeia de suprimentos.
 
Informação de tudo: tudo na malha digital produz, utiliza e transmite informação. Esses dados vão além da informação textual, de áudio e de vídeo, incluindo informações sensoriais e contextuais. Esse aspecto será importante para o desenvolvimento da agricultura de precisão e da biotecnologia, para o aumento da produtividade no inovador sistema produtivo lavoura, pecuária e florestas, entre outras aplicações no agronegócio.
 
Diante do cenário e contexto expostos nos parágrafo anteriores, é extremamente necessário que cada propriedade agrícola, empresa e companhia do agronegócio elabore, implante e tenha atualizado, pelo menos um Plano de Negócios Digitais por organização.
 
O que é um Plano de Negócios Digitais? Cada vez mais o agronegócio vem comprando máquinas e implementos agrícolas com mais tecnologia embarcada. O uso de aplicativos para smartphones, o avanço da Internet das Coisas (iot), do Dr. Watson da IBM, da inteligência artificial, dos Data Centers, das previsões climáticas via satélite, da rapidez do movimento dos negócios nas Bolsas de Mercadorias (commodities) e de Ações, as compras virtuais, entre outros avanços do mundo digital estão cada vez mais presentes nas propriedades agrícolas e nos escritórios das companhias deste setor. Ter um Plano de Negócios Digitais não significa, de forma nenhuma, só ter um site na Internet e presença nas mídias sociais! Vai muito além disso. Um Plano de Negócios Digitais inclui toda a estratégia, táticas e aspectos operacionais para que a fazenda, empresa ou companhia do agronegócio esteja digitalizada, conectada e possa crescer de forma exponencial, utilizando os mais avançados recursos de tecnologia da informação.
 
Segundo pesquisas, mais de 90% dos CEOs ou presidentes de grandes corporações internacionais acreditam que é vital a companhia ter um Plano de Negócios Digitais, mas apenas 25% das empresas multinacionais tem um Plano de Negócios Digitais. Comece a fazer um Plano de Negócios Digitais ainda hoje para a sua fazenda, empresa ou companhia do agronegócio. Caso não haja tempo da sua parte e nem equipe para fazê-lo, colocá-lo em prática e atualizá-lo, contrate uma empresa especializada nesse tema para desenvolver o seu Plano de Negócios Digitais para a sua organização. Transforme o crescimento linear da sua empresa em exponencial, e colha os resultados financeiros, dividendos e aumento do patrimônio da organização.
 
*PAULO FRANÇA Diretor da Paulo França & Associados - Marketing | Talentos Humanos | Relações Governamentais - www.paulofrancarh.com.br - Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. -tim/whatsapp: 11.9.4779.8404